Quarta-feira, 16 DE Janeiro 2008

Realmente estava disposto a levar isto até onde fosse possivel. Mas algo me dizia que este "conto de fadas" anormal não ia longe.

Esta minha sensação aumentou bem perto da data em que a "Diana" disse que viria cá à Madeira.

E aumentou por várias razões. Começando pela já velha história do telemóvel. Nunca falou dele, nunca me perguntou se tinha ou não. Era tudo muito estranho. Depois, como eu não sou estúpido e joguei sempre pelo seguro (nunca se sabe), nunca lhe disse onde morava. Mas mais uma vez, ela nunca me perguntou. A Madeira não é assim tão pequena que se encontre qualquer pessoa facilmente. Foi mais uma evidência que alguém tinha tirado "à sorte" e lembrou-se de brincar com a minha cara. Mas eu também nesta altura, já levava tudo como uma brincadeira e decidi entrar no jogo.

Mas as anormalidades não ficavam por aqui. Dois ou três dias antes da data marcada, a "Diana" mandou-me um link do youtube com a música "Tears on Heaven" do Eric Clapton. Depois disse que essa seria a nossa música. Mas quem raio é que se lembra desta música para sua música de eleição em relação a um amor? Caso não saibam, a música foi escrita por Eric Clapton quando perdeu um filho. A tradução do título é "Lágrimas no céu". É um bocadinho macabro mas tudo bem. Disse que sim,  que podia ser.

O último acto macabro desta história foi quando ela disse que nós estaríamos juntos... se ela não morresse. Eu sei que a morte é inevitável, mas quem raio se lembra de uma afirmação assim num momento em que parecia tudo tão bem? A mim, não me afectou porque já não acreditava minimamente nisto. Como disse anteriormente, só queria ver até onde isto ia.

Até que no dia 23 de Dezembro, entro no Messenger e a "Estrelinha" disse-me que a "Diana" já tinha vindo para a Madeira. Eu fiquei boquiaberto. Realmente, tinha sido aquela a data que a "Diana" tinha dito, mas nunca pensei que chegasse tão longe a brincadeira. Ainda perguntei, como é que ela ia me encontrar. A "Estrelinha" deu-me um nº de telemóvel que alegadamente seria da "Diana". Aí perguntei à "Estrelinha" porque raio é que a Diana nunca mo tinha dado. Ela só respondeu "Pois...". Quem cala, consente.

Com o nº de telemóvel, ainda cheguei a enviar uma sms mas nunca cheguei a ter resposta à mesma.

Até que chegou a véspera de Natal e aí deu-se o "golpe de misericórdia" nesta história. A "Estrelinha" diz-me através do messenger que a "Diana" tinha tido um acidente, que estava em coma e ia ficar tetraplégica. No momento, fiquei chocado com tudo. À conta disso, o meu Natal não foi grande coisa. Sentia um peso de consciência. Sentia que era responsável por aquele "alegado" acidente. Para piorar o assunto, a "Diana" viria a falecer a 31 de Dezembro(não sei porquê, mas não me surpreendeu).

Porém comecei a cair em mim, a juntar as peças e comecei a elaborar uma teoria minha e que era muito simples: a "Diana" nunca existiu. Até porque a "Estrelinha" e a "Diana" faziam anos no mesmo dia (que coincidência extraordinária, que só vim a descobrir depois). Nunca terei certezas absolutas, mas há muitas coincidências estranhas. A história dela falar da morte leva a crer que estava a preparar o fim disto tudo.

Como sou muito realista, isto não passou de uma brincadeira de mau gosto da "Estrelinha". Criou a "Diana" para brincar aos namoros. Como não sabia que desfecho dar, "matou-a".

Eu não saí magoado, porque nunca acreditei profundamente nisto. Apenas entrei no "jogo" para ver até onde ia. Tive a sensação que isto acabaria assim e acertei. É o meu instinto a funcionar, acho eu...

publicado por Zé Luís às 15:30
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
29
30
31
últ. comentários
Boa sorte, amigo feiticeiro, lol! e nunca digas nu...
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
subscrever feeds
blogs SAPO