Quinta-feira, 04 DE Outubro 2007

Há coisas que ninguém consegue explicar, pois acontecem sem nada o fazer prever.

Até finais de 2005, levava uma vida de marasmo sem perspectivas de grandes mudanças. Depois apareceu o curso durante o ano de 2006, onde aprendi muito a nível informático e não só. Sacrifiquei-me em ficar num Lar durante alguns períodos longe da família tudo em prol de um dia ser alguém. Foi um ano inesquecível e digo-o sinceramente. Foi uma das melhores fases da minha vida... pelo menos os primeiros 9 meses. Depois a doença de um familiar abalou-me mas levei o curso até ao fim. Na altura, ponderei a hipótese de abandonar mas pensei que poderia vir a tirar dividendos do curso.

Acabado o curso, ainda tive um estágio durante três meses numa empresa de ensino à distância que foi conseguido através da mesma entidade que organizou o curso. Naquele momento tive uma pontinha de orgulho, pois soube que o estágio foi conseguido com a ajuda deste blog. A directora da empresa gostou do que leu e quis conhecer-me.Não vou dizer que morria de amores pelo local de estágio, mas conheci outras pessoas e posso dizer que foi proveitoso.

Até que o dia 26 de Abril deste ano, levou-me da euforia à depressão. A directora da empresa, alegadamente gostou do meu trabalho e disse-me que contava comigo (grande treta). Nesse mesmo dia, tive um acidente dentro da carrinha que me transportava e parti uma perna. Foram sete semanas amarrado a uma cama onde percebi quem era meu amigo e não foram muitos.

Passada esta fase, de regresso a casa contactei a directora da empresa onde estagiei. Por incrível que pareça recebi resposta da mulher. Ela disse que tinha mudado de empresa mas de qualquer maneira, contava comigo para futuros projectos e pediu-me o nº de telemóvel. Até hoje não sei o que é feito dela.

Agora pergunto: Será que valeu a pena isto tudo? Levantar-me às 6:30 da manhã para depois estar aqui esquecido? Eu não sou rancoroso, mas se há algo que me magoa é o facto da Direcção Regional da Educação Especial nunca mais me ter contactado a ver se havia hipótese de ajudarem a arranjar um emprego. Fiquei abandonado, literalmente.

A única coisa que ganhei foram umas férias num hotel que dá pelo nome de hospital. Faz-me pensar seriamente se valeu a pena.

publicado por Zé Luís às 16:16
Esta vida na verdade por vezes é injusta, secalhar até nem é, nós é que pensamos assim.Posso saber de onde és?e que idade tens? já sou uma cota com filhos com 30 e 23 anos e nunca se sabe se não posso ajudar. Pode aparecer algo
tenho um filho que acabou agora a licenciatura en informatica e comunicação
Não desanimes e não percas a esperança. Boa sorte e um bj
TiBéu ( Isa) a 5 de Outubro de 2007 às 01:31
Olha tu tas contra a quinta do leme?
que mal é q eles te fizeram, já sabes que trabalho tá difícil pra quem anda q fará para quem tem defeciência motora.
Vai lá responde .
Nuno a 5 de Outubro de 2007 às 13:53
Amigo , antes de mais um grande abraço , em relação à tua mensagem penso que é normal que te sintas revoltado m eu tambem o estaria, mas tens de ter força, lutar , e procurar outro emprego o mais rapido possivel.
grande abraço e muoita força
Nuno Naré a 6 de Outubro de 2007 às 10:38
Amigo,
A vida não é injusta!Não culpes a vida pelo que estás a viver!Não culpes o 'hospital' pelo teu sofrimento!Olha para ti...olha para dentro de ti...será que, no meio de toda essa desgraça não existe algo de positivo?Será que a 'vida' não te quiz dar a lição da 'causa-efeito'? Sabes, querido amigo, num periodo da minha vida, aliás no periodo mais popular e emocionante da minha vida, tive um esgotamento, que quase me levou à loucura!Nessa altura fiquei a saber quem estava do meu lado, e como tu, foram muito poucos!Durante 40 dias estive na cama, sem querer comer, nem tomar banho, nem cortar a barba. E eu que era paranóico com a higiene!Mas a 'vida' quiz dar-me uma lição - eu estava a andar depressa demais, estava a trabalhar, para fugir a problemas familiares, relacionados com o alcool, estava a tirar a carta, era presidente da associação de estudantes, fazia animação de leitura, e ainda fazia recepção num hotel á noite!!! Td isto p ganhar dinheiro, e 'fugir' aos problemas! Acabei no meio deles! Mas hoje eu agradeço por isso. Sei que me ajudou a crescer, e a compreender que a vida é muito mais que as pessoas, a vida é muito mais que uma profissão. Aprendi que devemos 'ler' os sinais que o universo ou a vida nos envia. Aprendi que, sozinho consigo construir o 'meu mundo'! Hoje em dia faço o que quero, sinto-me realizado, e agradeço ao universo por tudo o que passei...
Coragem!
Abraço de Luz
Ao dispor,
http://universoespiritodeluz.blogspot.com
JC
Joaquim a 6 de Outubro de 2007 às 20:08
A frustração pode ser um círculo vicioso e descendente. Se alguém se sente frustrado com o seu trabalho, este se torna ainda mais difícil, o que leva a mais frustração. Quando alguém se frustra com as acções de outras pessoas, suas atitudes frequentemente reforçam o comportamento ofensivo delas, o que aumenta sua frustração.
Na frustração existe ressentimento, mas também o desejo de melhorar. Esqueça o ressentimento. Ele só serve para tornar a situação ainda pior. Em vez disso, concentre-se na motivação necess á ria para transformar essa situação em algo proveitoso.
Usa a energia da sua frustração não para responder com raiva e ressentimento, mas para seguir em frente de maneira positiva. Não vejas tua frustração como uma desculpa para sentir pena de ti mesmo. Considere-a como uma forma de identificar oportunidades de crescimento em sua vida.
Esforça-te para eliminar o ressentimento e a tua frustração, e ela se tornar à uma força poderosa e positiva.
Vais ser feliz, pois cada um é feliz à sua maneira, boa sorte e um bj
TiBéu ( Isa) a 8 de Outubro de 2007 às 10:39

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
últ. comentários
Boa sorte, amigo feiticeiro, lol! e nunca digas nu...
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
blogs SAPO