Sábado, 17 DE Fevereiro 2007

Pediram-me, caso quisesse, para participar num passatempo onde poderiamos escrever sobre o amor.  Como não queria ficar atrás, acabei por escrever este poema "em cima do joelho". Foi a inspiração do momento (logo eu que nem sou muito de poemas):

Amor é fogo
Arde como o caraças
Não há maneira de apagar
Por mais que tu faças

Eu já estive apaixonado
Porque gostava de uma joaninha
Acabei queimado
Por ela ser bonitinha

Há amores “impossíveis”
Desses… este era um
Mas garanto que igual
Ainda não senti nenhum

Era uma leoa tigresa
Com olhar brilhante
Facilmente fiquei enfeitiçado
Por algo tão penetrante

Neste dia de S. Valentim
Tentei versar
Mas como não tenho jeito
Acabei simplesmente a rimar

publicado por Zé Luís às 19:34
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
últ. comentários
Boa sorte, amigo feiticeiro, lol! e nunca digas nu...
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
subscrever feeds
blogs SAPO