Segunda-feira, 14 DE Agosto 2006

Eu tenho uma relação de amor-ódio com os arraiais de Verão. Este ano é que me dei conta disso mesmo. Eu gosto de chegar a esta época, pois sinto o ambiente mais festivo e é uma boa oportunidade para reencontrar antigos amigos e colegas. Por acaso este ano, encontrei alguém que não via há muito e teve a ousadia de fazer-me uma pergunta muito directa: "E tu, nunca arranjaste namorada?". A uma pergunta directa, respondemos com uma resposta simples do tipo mentiroso: "Não tenho tempo para isso". Ao que a outra pessoa respondeu:"Eu também estou solteira e estou bem assim." Será?

Há o lado positivo, pois à pergunta: "O que estás a fazer agora?", este ano tive uma resposta diferente para dar. Nos últimos anos, a resposta era invariavelmente a mesma: "NADA!!!". Seguidamente para não me acharem "banana" (embora fosse), desculpava-me com a falta de emprego. Pelo menos este ano, tive o orgulho de dizer que estava a frequentar um curso e que estava feliz.

Por outro lado, é uma seca pois caso nao tenhamos ninguém para conversar, 1 minuto parece uma hora e quando temos miúdos "terroristas" a "torrar-nos" a paciência a quererem empurrar a cadeira de rodas (pois sou paraplégico, caso alguém não saiba), é uma experiência inesquecível (pelas piores razões).

Depois para completar o "ramalhete", temos que fazer o sorriso "amarelo" a algumas pessoas que nós não conhecemos mas fazem um sorriso de compaixão irritante.

Eu já estou como os meus irmãos adolescentes. Eles também detestam este tipo de eventos, o que é uma raridade em jovens. A minha mãe para tentar convencer-nos a nós os três, conta-nos a história da Carochinha à sua maneira. Ela diz que no tempo dela iam ao arraial para "ver" os rapazes. Pois bem, eu não gosto de ver rapazes (raparigas ainda gosto de ver mas já gostei mais, porque será? Agora rapazes, dispenso).

O meu irmão diz que não gosta daquilo porque não bebe e nos arraiais bebe-se muito álcool. Também não tem interesse nenhum nas raparigas porque... tem o coração ocupado (não é o que pensam). Eu também sigo a lógica dele. Não gosto porque não bebo. Quanto ao coração ocupado, isso é outra história.

Pesando os prós e os contras, chego à conclusão que só peço para chegar ao próximo ano. Quem sabe se a minha opinião não muda?

publicado por Zé Luís às 11:00
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
30
31
últ. comentários
Boa sorte, amigo feiticeiro, lol! e nunca digas nu...
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
subscrever feeds
blogs SAPO
Olhe as horas, para não perder pitada do jogo
relojes web gratis
Web Counter
No Faxing Payday Loan