Sexta-feira, 12 DE Maio 2006

Pensava eu que o campeonato tinha acabado e agora nós estariamos a pensar no Europeu de sub-21 e do Mundial. Seriam uns dias sem levar com futebol jogado. Realmente é verdade. Futebol dentro das quatro linhas não temos nenhum. Agora fora delas, é com cada jogada digna de um Eusébio ou Pelé.

Comecemos pelas trocas de treinadores. Poucos são aqueles que se mantêm no "poleiro". O Ronald Koeman bem tentou "maquilhar" a situação, mas estava mais do que visto que ele não ficaria por cá. O Benfica aguentou-o porque despedi-lo significava o pagamento de uma indemnização. No entanto, logo que apareceu o PSV Eindhoven, foi o "vê se te avias" na Luz. O Benfica acabou por ganhar uma boa quantia (sempre dá para pagar dois meses e meio de ordenado ao "aborto" do Robert) e livrou-se de um sarilho.

É verdade que ele também queria ir embora por "motivos familiares". Eu compreendo, pois caso ele ficasse, a pobre mãe do homem iria ser chamada de muita coisa. Ele quis poupar esse sofrimento à mãe (toma e embrulha).

O Koeman chegou à Holanda e sacudiu as culpas todas, dizendo que num clube como o Benfica é difícil cumprir o contrato, porque os adeptos e a Comunicação Social exercem muita pressão. Na minha opinião, ele apenas mostrou que não tem estofo para ser treinador de um grande clube. O rapaz amedronta-se com os adeptos, só mostra que ele é pequeno demais para o clube em questão. Resumindo, fez bem em ir embora.

Manuel Machado continua a sua saga de levar clubes à Europa e depois "abandoná-los". Aconteceu o ano passado com o Guimarães e voltou a acontecer este ano, com o Nacional da Madeira. Mas há mais uma curiosidade no meio disto e que é esta. Na época 2003/2004, ele treinou o Moreirense e no ano seguinte foi embora. Nesse ano, em que ele abandonou o clube, o Moreirense desceu de divisão. Na época 2004/2005, Manuel Machado tinha o Guimarães para comandar. Comandou-o muito bem até à Taça UEFA. No ano seguinte foi para o Nacional. A questão é que o Guimarães desceu de divisão depois de Manuel Machado ter saido.

Portanto, seguindo a lógica o Nacional no próximo ano não escapa da descida, já que Manuel Machado abandonou o clube insular por "razões pessoais e familiares". Concordo plenamente. As razões familiares já eu expliquei quais são. As razões pessoais são certamente porque ele queria comprar um automóvel com o dinheiro do mês, mas o Rui Alves não lhe pagava o suficiente. Então vai para a Académica. Pode ser que aldrabem os estudantes e desviem o dinheiro para satisfazer o sonho ao homem.

O Carlos Brito bem tentou "dar manteiga" no João Loureiro mas acabou mesmo no "olho da rua". A familia Loureiro é aquilo que já sabemos. Quando não conseguem atingir um objectivo (não chegaram à Taça UEFA), a 1ª vítima é sempre o treinador. Mesmo que o treinador não tenha culpa... passa a ter.

O caso mais esquisito é o Jesualdo Ferreira. Ele só pode ter saido do Braga por discordância nos planos para a próxima época. É a única explicação que encontro. Agora ele vai servir de "saco de pancada" da família Loureiro, pois vai treinar o Boavista.

E pronto, esperemos que a época tenha acabado de vez. Caso contrário volto cá para escrever mais umas asneiras... verdadeiras.

publicado por Zé Luís às 19:06
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
31
últ. comentários
Boa sorte, amigo feiticeiro, lol! e nunca digas nu...
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
subscrever feeds
blogs SAPO