Quinta-feira, 27 DE Setembro 2007

A Taça da Liga promete... um vencedor surpresa, depois da 3ª eliminatória ter colocado os três (alegados) "grandes" do futebol português na lotaria das grandes penalidades.

O FC Porto não teve engenho para conseguir levar de vencido o CD de Fátima. Mas também dificilmente iria conseguir tal feito nas grandes penalidades, já que a baliza  onde se desenrolou a "lotaria", estava virada para o Santuário de Fátima, logo devia ter protecção divina.

A verdade é que o CD de Fátima já na última jornada da Liga Vitalis tinha conseguido algo não muito habitual ao virar um resultado desfavorável de 0-2 para 3-2 frente ao Gondomar. Não faço ideia se há algo superior naquele campo, mas que há muita fé, lá isso existe.

Quanto ao Sporting, saiu-lhe a "fava" de jogar em Guimarães mas aguentou-se bem e os penaltys deram-lhe a sorte do jogo. Após 20(?) grandes penalidades, lá o assunto ficou resolvido.

O Benfica é um caso preocupante para adeptos e equipa técnica. Defender ainda defende mais ou menos bem, mas atacar é miserável demais. No jogo de ontem, fez dois remates com algum perigo nos primeiros 4 minutos de jogo. Daí para a frente desapareceu completamente do jogo. A entrada de Adu ainda fez a equipa mexer... mas pouco. Devia ser para não cansar. Até que o árbitro auxiliar ao minuto 90+2 viu um penalty "fantasma" e o "baixote" norte-americano converteu sem hipóteses para o guarda-redes. Depois veio mais uma "lotaria" (foi o prato da eliminatória, pois em 8 jogos, cinco foram decididos assim). Apesar do especialista Butt ter mandado para a rua, o Benfica safou-se... até ver. O objectivo, talvez seja mesmo esse, dar emoção à competição.

Feitas contas, nos quartos-de-final estão Benfica, Sporting, V. Setúbal(2-0 ao Braga) e U.Leiria (2-0 ao Leixões) da Liga Bwin. Da Liga Vitalis estão Portimonense que eliminou o Belenenses nas grandes penalidades, o Penafiel que venceu o Nacional por 1-0, o CD Fátima e o Beira-Mar que eliminou o P.Ferreira também nas grandes penalidades.

publicado por Zé Luís às 15:08
Terça-feira, 18 DE Setembro 2007

No domingo passado, fui a uma missa no Paúl da Serra. Foi no mínimo original. Nunca tinha lá ido. Mas tudo isto começou pela forma de lá chegar.

Saí de casa no automóvel do Sr. Padre. É uma coisa chique, eu sei. Mas mesmo assim fui. Chegados lá, tinhamos uma bela caminhada para chegar ao lugar onde se celebraria a missa. Era um caminho com cerca de 500 metros até à estátua de Nossa Senhora da Serra. Tudo isto em cima da minha cadeira de rodas e o pavimento cheio de terra e pedras. Foi uma autêntica prova de todo-o-terreno. O meu pai foi o condutor do meu veículo. Sempre conseguimos chegar ao destino.

Como é habitual durante a missa, olhamos para todo o lado menos para o celebrante da Eucaristia. E eis que encontrei algo no mínimo surpreendente. Mesmo à minha frente no chão, estava uma embalagem com aspecto metalizado, de forma quadrada. À primeira vista pareceu-me uma embalagem de um comprimido qualquer. Porém como sou curioso por natureza, continuei a olhar para a dita saqueta. Tinha que descobrir o que seria aquilo. Finalmente encontrei algo na embalagem que me fez descobrir o que realmente era aquilo. O aspecto da embalagem, o descampado onde estávamos e o sinal que descobri na saqueta aquilo só podia ser uma coisa. Isto apesar de estar ao pé de uma estátua de uma Santa. Aquilo não era mais nem menos que... uma embalagem de um preservativo. O sinal que encontrei era o famoso sinal da Coontrol. Uma coisa é certa: quem a deixou lá, estava bem protegido... pela Nossa Senhora da Serra, é claro.

publicado por Zé Luís às 15:00
Terça-feira, 04 DE Setembro 2007

O Benfica dificilmente voltará a ter um princío de época igual a este. Quando se inicia uma época em que é apenas uma questão de tempo até o treinador ser "jogado borda fora", algo vai mal. Pouparíamos tempo e dinheiro se nem tivesse iniciado a época.
Fernando Santos nunca teve uma relação fácil com os adeptos. O contrário também é verdade. Pessoalmente nunca morri de amores pelo homem e o seu losango no meio-campo.
Aguentou-se após o jogo com o Copenhaga, porque Rui Costa esteve inspirado. Mas como se previa, o Sr. Engenheiro não resistiu a um empate com o Leixões. Aqui começa a nova época do Benfica. Quando falo nova época, isto inclui novo treinador, novo sistema táctico e de jogo e ainda novos jogadores. E lá vai o Glorioso fazendo a "pré-época" dentro da época. Parece-me evidente que a equipa está a melhorar jogo a jogo. O que não quer dizer que esteja tudo bem. Mas nós benfiquistas, começamos a ver uma luz ao fundo do túnel. Especialmente depois do jogo com o Nacional. É fantástico ver Di Maria jogar que se farta. É um jogador que herdou a camisola 20 de Simão, mas parece ter herdado também a história do "sai-não sai". Em breve, possivelmente terá meia Europa atrás dele.

publicado por Zé Luís às 16:55
Sábado, 01 DE Setembro 2007

Eu nunca fui um fervoroso adepto dos "Morangos com Açúcar". No entanto, a série de Verão chamou-me à atenção, muito por culpa da personagem Ricardo, interpretado por Pedro Carvalho, se não estou em erro.

Comecei a seguir com atenção as aventuras do puto mimado, mas também comecei a perceber o porquê daquilo ser uma série juvenil. É que caso aquilo fosse para gente crescida, as "gaffes" que existem no argumento, ficavam todas a nú. Basta estar com atenção e vemos falhas em alguns pormenores no enredo.

Comecemos pelo Bartolomeu, o empregado do bar. Mostraram que o rapaz não é assim tão ingénuo como parece. Afinal o rapaz anda metido no tunning, e é durão. A questão é a seguinte: porque é que nunca mais desenvolveram a faceta  de durão? Continua o mesmo naif de sempre. Mais valia nem terem inventado aquele lado duro do rapaz.

Passando a outra "calinada", a cena de tentativa de afogamento da Sofia pela Luna foi mais uma sem uma conclusão lógica. A cena foi muito bem feita. Quanto a isso não há nada a dizer. A questão é que depois passou um episódio quase por inteiro sem ouvirmos falar da Sofia. Dava a impressão qie o afogamento tinha sido consumado. Nada mais errado, já que a Sofia aparece num jantar com o irmão, a Adriana e a Luna. E a história andou como se a tentativa de afogamento não tivesse acontecido. Mais ninguém comentou. É mais uma para o historial.

A última que quero falar é a vandalização do clube, em que a Luna tenta incriminar a Sofia. A cena é simples: a Luna agarra no gancho do cabelo da Sofia e coloca  na cena do crime dentro de uma caixinha. Para quem cometeu um acto de vandalismo, realmente a primeira preocupação seria colocar uma pista dentro de uma caixa para todos verem. É das coisas mais parvas que já vi. Se queriam fazer algo bem feito, o gancho devia ser posto no chão, dando a ideia que tinha caído e não assim. Depois vem umas personagens dizer que aquilo é uma prova irrefutável. Santa paciência...

 

P.S.: Isto é apenas a minha opinião. Não me baseei em nada.

 

publicado por Zé Luís às 14:18
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
últ. comentários
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
Serviço público, eu vou-te dar o serviço público, ...
subscrever feeds
blogs SAPO
Olhe as horas, para não perder pitada do jogo
relojes web gratis
Web Counter
No Faxing Payday Loan