Segunda-feira, 29 DE Agosto 2005

Dizem que se transportarmos a nossa cruz, ganharemos o céu. Todos nós temos a nossa cruz, pois todos nós temos os nossos problemas. No entanto há uma "cruz" que 14 milhões (pode ser que assim seja mais leve com tanta gente) transportam por todo o mundo todos os fins de semana durante nove meses (podia ser uma gravidez mas não é). É a época futebolística do Glorioso. É uma dor de alma ver o SL Benfica a jogar futebol. O que vai valendo é o coração resistente que muitos de nós temos. Há outro aspecto que faz de nós benfiquistas (estou incluído, como é óbvio), "imunes" a este tipo de praga. É o facto de muitos já nem ligarem ao resultado. Muitos olham e reagem como se fosse a coisa mais normal do mundo. Infelizmente começa a tornar-se algo normal. Já não é normal é o caso do Benfica não ter marcado um único golo em dois jogos. Na época passada, quando vi o Giovanni Trapattoni disse que a equipa seria defensiva demais e iríamos sofrer até ao fim. Não falhei, sofremos até ao último minuto. Este ano falhei redondamente. Dizia que a equipa iria marcar e sofrer muitos golos. Lá sofrer, sofrem, mas marcar, enfim... No comment

publicado por Zé Luís às 17:16
Quinta-feira, 25 DE Agosto 2005

Sinceramente, não há paciência para cenas assim. Algumas pessoas da paróquia do Carvalhal nos Canhas, na ilha da Madeira arranjaram uma "guerra" com o pároco dos Canhas por causa de um padre que ia lá ajudar. Ele é um filho da terra, talvez isso explique alguma desta loucura mas não será só isso. As más linguas dizem que algumas das mulheres que estão no movimento pelo retorno do padre, andam "apaixonadas" por ele (só para não usar um termo pior). São capazes de tudo para que esse filho da terra regresse, inclusive ameaçar o pároco dos Canhas. As pessoas acusam-no de ser o culpado da saída do filho da terra. No entanto esquecem-se de um pormenor, é que o dito padre pertence a uma congregação virada para o ensino, logo a missão dele não é ser paroquiano. O último dos episódios desta história "recambolesca" mete forças de segurança, já que o pároco da freguesia dos Canhas teve que ir ao Carvalhal celebrar uma missa em honra do Senhor Santíssimo Sacramento. Corre o boato que haveriam agentes da autoridade vestidos "à paisana" para evitar confusões. A verdade é que correu tudo normalmente. Esta história só diverte o povo que assiste, pois assistem a algumas figuras ridículas, tudo por um padre que nem missão de paroquiano pode ter.

publicado por Zé Luís às 18:16
Segunda-feira, 22 DE Agosto 2005
Afinal o que são os sonhos? Na culinária é um rico doce, pena que é "preenchido" de ar como os verdadeiros sonhos. Para as pessoas sonhadoras é uma forma de guiar-se na vida, ou seja é como um objectivo que perseguem, nem que seja até ao fim da vida. Para os realistas (como eu) é uma utopia, que nem vale a pena lutar por eles. Para os psicólogos, os sonhos têm várias explicações consoante a descrição desses mesmos sonhos.
O Freud dizia que os sonhos são uma "libertação" dos desejos, frustrações e medos que se encontram no nosso inconsciente. Possivelmente será isso (experiência própria). Se é realmente o que diz Freud, alguns sonhos são tão bizarros que se tornam pesadelos (novamente experiência própria).
Para quem gosta de viver "nas nuvens", é óptimo o sonho desde que não caiam dessas mesmas "nuvens". Caso caiam, a queda é tremenda. É bom que tenham paraquedas quando decidirem viver lá em cima, porque repentinamente o "solo" (neste caso as nuvens) desfaz-se.
publicado por Zé Luís às 20:51
Sexta-feira, 19 DE Agosto 2005

Seria estranho um blog com um nome assim e não falar de futebol. Pois bem, vou falar de do desporto-rei. Começa hoje mais um campeonato de futebol com nome de correctora de apostas (depois queixam-se dos casos judiciais) e começam hoje os desfiles de desaforos chamados aqueles homens vestidos de preto (agora eles já parecem o arco-íris, vestem-se de várias cores). Inicia-se hoje a principal competição, mas a época já começou no anterior fim-de-semana com a disputa da Super Taça Cândido de Oliveira, onde o Benfica "vingou-se" da derrota sofrida na Final da Taça de Portugal da época anterior ao vencer o Vitória de Setúbal por 1-0. Foi um jogo pobre, mas o que contou foi o resultado. Que o digam os benfiquistas como eu, que puderam comemorar mais um troféu do seu clube. Só espero que não hajam tantos casos como no ano anterior (já parecem os votos de ano novo, esperamos que o seguinte seja melhor, mas no fim de contas acaba sempre por ser igual ou pior). Quem ganha, não fala das arbitragens. Quem perde diz que não quer falar, mas deixa sempre as suspeitas no ar. Eu acho bem que deixem, caso contrário não há assunto para o resto da semana. Juntando os quatro dias de futebol por jornada (exageram e depois dizem que o país só vive futebol. Pudera!!!) aos assuntos extra-futebol propriamente jogado temos assunto que nunca mais acabam.

publicado por Zé Luís às 15:59
Quarta-feira, 17 DE Agosto 2005
Eu sou madeirense, logo quem leia isto fica a pensar que refiro-me à minha linda ilha. Nada mais errado, pois eu refiro-me ao país todo. Só neste lindo país à beira-mar plantado no sudoeste da Europa, é que podem acontecer coisas como as que estão acontecendo neste momento.
Ora bem, fazendo uma análise ao que se passa temos uma presidente de Câmara de "férias prolongadas" no Brasil. Depois aparecem os apoiantes dessa respeitosa senhora a apresentar a sua recandidatura à Câmara que preside. Eu não tenho nada contra a que ela se recandidate. Estando há mais de um ano "fugida" à Justiça e agora aparece é que não parece nada bonito. Depois falam em credibilizar a classe política. Sinceramente, não há paciência.
No entanto, há mais dois casos "extraordinários" no país. O Sr. ex- Presidente da Liga de Futebol é tratado como um rei em Gondomar. Não haveria nenhum inconveniente, se não estivesse envolvido num dos maiores casos judiciais do país. É apenas mais um que quer credibilizar a classe política, só que assim não ajuda nada.
O último caso é um ex-ministro que também esteve envolvido numa confusão de dinheiros públicos e que volta a recandidatar-se a um lugar autárquico. Pelo andar da carruagem, ainda temos algum ex-presidente que esteja detido a recandidatar-se a um Município qualquer. Seria a cereja no topo do bolo.
Eu até concordo com as suas recandidaturas, já que temos a fama de país corrupto. E não podemos deixar essa fama por mãos alheias.
publicado por Zé Luís às 18:38
Terça-feira, 16 DE Agosto 2005

É um assunto sombrio, até macabro, eu sei. Mas existe e está sempre presente no nosso inconsciente. Quando morre alguém extremamente jovem, que tinha a vida ainda pela frente, faz-nos pensar qual é a razão da nossa existência. Afinal o que fazemos no mundo? Qual o objectivo da nossa vida? São perguntas que nos saltam do inconsciente para o consciente . Muitas vezes, quase que entramos "em parafuso" com tanta pergunta. No entanto todos nós sabemos que o que temos mais certo é a morte, infelizmente. Para os católicos como eu, acreditamos numa vida para além desta. É uma forma de minorar a dor de ver algum ente querido partir. Eu tento evitar pensar nisso, mas tenho um medo terrível de ver as pessoas chegadas partirem. Por vezes, fico triste só de pensar nisso. Às vezes penso demais em certos assuntos como este. O melhor que tenho a fazer é viver um dia de cada vez e (tentar) esquecer isto.

publicado por Zé Luís às 12:06
Domingo, 14 DE Agosto 2005

Toda a gente tem dias fora do normal, é natural. Caso contrário morreríamos de tédio. O dia de ontem foi um desses dias por todos os motivos. Logo depois do almoço, cumpri a minha parte para o tapete para a procissão de hoje, estive a arranjar flores. Foi divertido, dei o meu contributo para tão nobre acto. Seguidamente chega o meu irmão dos treinos de futebol, com a ideia de ir à Ponta do Sol. Seria tudo normal, não fosse o caso de ser ele a levar o automóvel. É esquisitíssimo, vê-lo a sair de casa a conduzir um automóvel. Lá foi, mas com o meu pai a acompanhá-lo (tipo instrutor). Ao fim da tarde, fui ao futebol. Que saudades que eu tinha daquele ambiente. Seria um jogo normal, igual a qualquer outro, não fosse o caso do meu irmão ter jogado na equipa sénior. Mais uma vez, pareceu-me esquisito (mais um apenas para juntar aos outros factos). Ainda hoje não consigo encaixar que o vi a jogar na equipa sénior. Mas pronto, é um sinal de que ele está crescido tanto na idade como no tamanho. O dia não podia acabar sem mais um estranho acontecimento. Foi ver o meu irmão sair de casa com o automóvel, mas desta vez sozinho. Com o tempo habituo-me à ideia (eu tenho bom poder de encaixe), mas que foi esquisito, lá isso foi. Concluindo, o meu irmão foi o "causador" de um dia tão anormal.

publicado por Zé Luís às 11:13
Sexta-feira, 12 DE Agosto 2005

Faz hoje precisamente um mês que comecei este projecto de blog (em comparação com outros que por aí andam, é mesmo um projecto mal acabado). Hoje em dia, ainda não consigo perceber o que me fez começar isto. Logo no segundo artigo, eu disse que teria sido efeito da anestesia, pois nesse mesmo dia tinha feito uma endoscopia (um mês depois já tiveram tempo para saber o que é, por isso não explico). Obviamente, não foi efeito secundário da anestesia. Penso que foi apenas um modo de escrever algumas coisas sobre alguns assuntos que eu tenho uma opinião sobre esses mesmos assuntos (ou não). Também digo alguns disparates nos artigos, que se lixe. Isto também serve para nos libertarmos e disparates nos blogs é o que não faltam. Também aproveito para agradecer as quase 200 visitas do blog, não é mau para um blog que nem tem um fio condutor no seu conteúdo. Falo sobre tudo e sobre nada (esta expressão não é minha, mas como é corrente dizer isto, também o fiz). Verdade seja dita que umas 30 visitas (se não forem mais) são minhas, mas mesmo assim não está mau. Também agradeço à minha irmãzinha pelas visitas que faz ao blog. Eu nunca lhe disse que tinha feito um blog, mas eu sei que ela já o viu. Só espero continuar a ter inspiração (coisa essencial para escrever, mesmo que sejam asneiras), para continuar pelo menos mais um mês a escrever (não gosto de planos a longo prazo, depois logo se vê).

publicado por Zé Luís às 11:23
Quinta-feira, 11 DE Agosto 2005
Há pessoas que me dizem que eu tenho que mudar a minha vida. Também acho e concordo plenamente. Porém tenho a sensação que mudei muito nos últimos tempos a nível pessoal. Cresci interiormente e aprendi com algumas "cabeçadas" que dei. Eu bem sei que o crescimento dos meus irmãos que são muito mais novos do que eu, também ajudou a que eu ganhasse alguma maturidade. Mas não foi só isso. Houve algumas situações que me fizeram crescer (quem quiser saber quais foram, que espere pelo próximo milénio).
Mudei tanto que passei a acreditar em algumas coisas dos signos, apenas nas características, nada mais. Como sou curioso por natureza, certo dia apareceu-me uma janela de pop-up no ecrã do pc. Eu abri-a e era de uma astróloga. Nada mais indicado para o momento que estava a atravessar. Para ver em que é que aquilo iria dar, deixei os meus dados. No dia seguinte, recebo um email a dizer que haveria mudanças significativas na minha vida. O problema é que pareceu-me que aquilo vinha atrasado, já que o turbilhão da minha vida já tinha acontecido (e que grande turbilhão, se querem saber esperem mais uma vez até ao próximo milénio). Resumindo, falar com pessoas diferentes fez-me extremamente bem.
publicado por Zé Luís às 11:11
Quarta-feira, 10 DE Agosto 2005
Há quem diga que os astrólogos são uns charlatões. Eu digo que eles vendem "banha-de-cobra", ou seja impingem uma coisa que não usam. Mas há uma coisa em que acredito, nas descrições de personalidade dos signos. É algo que me parece muito real. Eu até acredito nesse capítulo da astrologia.
No entanto, um dia apareceu uma daquelas janelas de pop-up no ecrã. Abri por curiosidade e saíu-me uma vendedora de "banha-de-cobra". Deixei os meus dados, à espera de ver o que aquilo dava. No dia seguinte tinha um email com uma descrição do que iria acontecer-me em breve. Fiquei com a sensação que aquilo era uma descrição atrasada, ja que senti que algo tinha mudado em mim, mas muito mais cedo. E tudo devido a algumas peripécias esquisitas. Mas aprendi bastante nos úlltimos tempos, sinto que cresci. Verdade seja dita que o crescimento dos meus irmãos ajudou, já que eu sou o mais velho com uma grande diferença de idade deles. Mas não foi só isso, outras coisas fizeram-me reflectir e aprender com alguns erros. Tento não cometê-los novamente, mas ninguém é perfeito, embora o meu signo diga que eu tento ser perfeito. Eu detesto esta característica, mas até nem é má... ou será??
publicado por Zé Luís às 18:15
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Agosto 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
15
18
20
21
23
24
26
27
28
30
31
últ. comentários
Este post já é antigo mas faz todo o sentido! Para...
Era perfeito! Mas não sendo possível, pode ser que...
É! Pelo menos desta vez não houve aquele sofriment...
olá, ... olha tens um desafio no meu blogue para c...
Olá, venho aqui hoje, pra te colocar um desafio, o...
Também acho que tens razão, acima de tudo esses ac...
ahahah está certo!
Hum... não se se ele vai conseguir acabar lá. Quer...
pois, azul e preto há é branco que quero dizer, é ...
Serviço público, eu vou-te dar o serviço público, ...
subscrever feeds
blogs SAPO
Olhe as horas, para não perder pitada do jogo
relojes web gratis
Web Counter
No Faxing Payday Loan